jose carlos ribeiro






Os gansos Selvagens.

A Lição dos Gansos selvagens: No outono, quando olha para o céu e vê bandos de gansos selvagens voando rumo ao Sul, formando um grande V, indaga-se o porquê de voarem desta forma interessante. Sabe-se que quando cada ave bate as asas, move o ar para cima, ajudando sustentar a ave que voa logo atrás. O interessante é que ao voar em forma de V, o bando se beneficia de muita ajuda da força de vôo do que uma ave voando sozinha. Pessoas que têm a mesma direção e sentido de comunidade podem atingir seus objetivos de forma mais rápida e fácil, se imitassem essa lição, pois viajariam beneficiando-se de um impulso mútuo. Mas com o ser humano é difícil isso acontecer. O ser humano é muito individualista.
Sempre que um ganso sai do bando, sente a dificuldade de voar sozinho. Imediatamente ele entra na formação novamente para se beneficiar do ato mutuo.
Se tivéssemos o mesmo sentido dos gansos, manter-nos-íamos em formação com os que lideram o caminho para onde também desejamos seguir.
Quando o ganso líder se cansa, ele muda de posição dentro da formação e outro ganso assume a liderança. A impressão que dentro desse bando todos têm o papel líder em determinado momento da viagem e, todos têm o papel de subordinados também, papel esse extremamente definido na sociedade cheias de erros dos humanos, muitas vezes confundido e injustamente praticado, isto é, muitos lideres que deveriam ser subordinados e subordinados que deveriam ser lideres.
Vale a pena nos revezarmos em tarefas difíceis. Vejam como a natureza de Deus é sabia, e isto serve tanto para os humanos quanto para os gansos que voam rumo a qualquer um dos pontos cardeais. Os gansos de trás gritam encorajando os da frente, para que mantenham a velocidade. Esse mesmo encorajamento é visto entre os humanos; num campo de futebol, numa quadra de vôlei, basket, a torcida grita e o jogador faz o gol na maioria das vezes, isso porque tanto o ganso que está na ponta da flecha como o atacante sentem-se encorajados e sua auto estima fica fortemente grande.
Finalmente, quando um ganso é ferido por um tiro e cai, dois gansos saem da formação e o acompanham para ajudá-lo e protegê-lo. Ficam com ele até que consiga voar novamente ou até que morra. Se tivéssemos o sentido dos gansos, também ficaríamos um ao lado do outro, lutando pelo bem comum e com o mesmo ideal.

Feagmento retirado do meu livro Romance " As Bayadeiras"
José Carlos Ribeiro/Escritor

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.