Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Luiz C. Lessa Alves






JOSÉ JOÃO E MARIA

JOSÉ JOÃO E MARIA

José brigou com João,
Mas, o porquê ninguém sabia.
Todos dizem que por grana;
Mas, dinheiro nenhum tinha.
A verdade era um "rabo-de-saiaa",
Que se chamava Maria!
 
José não trabalhava,
E namorava Maria.
João desempregado,
Nem profissão ele tinha,
Foi tomar cerveja num bar
E lá encontrou Maria.
 
José não tinha família,
E seu mundo era Maria.
João que estava só,
Procurando companhia...
Começou o papo duplo
No bar, João e Maria!
 
José quando viu os dois,
Fingiu que nada sentia,
E João logo o convidou
Para se senta, lugar havia!
Na mesa conversa trina:
João, José e Maria!
 
“Traz mais uma, desce duas...”
E mais cerveja bebiam.
Da conversa entre ambos,
O pivô era Maria!
 
José alfinetava João
Que inutilmente dizia:
“Mas, você é meu amigo,
“Assim como sou da Maria”!
Mas, o namorado enciumado
Com um tiro o feria.
 
Vendo o amigo no chão,
José dali fugia,
Deixando pra trás a razão
Por quem ele mataria:
Seu amor, sua amada,
Cujo nome era Maria!
 
Hoje ele encarcerado,
Pergunta-se se razão havia
Para matar um amigo
Por amor de uma Maria,
Que sumira para sempre,
Desde aquele triste dia.

Tempo de carregamento:0,04