Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Joseh Ribas






PESO

Cultivo uma vida por dia
Morro a cada contrato
Para nascer o tempo me expia
Do motivo porque me mato

Escrevo um livro cada hora
No momento seguinte esqueço
Quando a febre vai-se embora
E na penumbra estremeço

Leio a alma num segundo
Mas não conheço qual a razão
As magas desfiam outro mundo
Mas este é minha prisão

Canto os versos pelo infinito
De tropeço e engano amei
É vergando o mundo que grito
E descarrego o que não sei.

Tempo de carregamento:0,06