Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Mauro Evaristo






Eles não ligam para nós.

Eles procuram a gente
Só em épocas de eleição
Aparentando ares de inocentes
Vindo apertar nossas mãos!

Eles sabem que nossos salários
Não paga a dignidade de um homem,
Não aplaca nossa fome
Nem acalma nosso sofrer diário!
Eles sabem que vivemos de esperança,
Que lutamos dia a dia
Para não termos a barriga vazia
E de que nada nos adianta
Terem liberado o visto para a frança!

Eles nos matam todos os dias
Com suas fardas, ternos e jalecos brancos
Enquanto nas TVs aparecem com seus risos francos!

Eles vêem a roubalheira
Que é feita contra a gente,
Mas vivem em terras estrangeiras
Fingindo que lá é diferente!
Eles abraçam Jacques Chirac
Numa política de boa vizinhança
Fazendo encenações de araque
Para ninguém perceber que eles gostam mesmo é da França!

Eles têm dinheiro na Suíça
E sabem controlar o tom da voz,
Mas, tem tanta fome e cobiça
Que todos vêem que eles não ligam para nós!


Tempo de carregamento:0,06