Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Joseh Ribas






RESGATE

Releio as palavras que esqueci
Na rasura da folha de rascunhos
Minha alma se propôs a amealhar
Uns poucos valores, e defender
Os versos banais que ainda cunho

Essa é a moeda que sei dividir
Com as verdades imcompletas
E as mentiras leais que exponho
Em cartas abertas ao gentio infiel
E aos calouros do mundo bisonho

Que o poema não seja garantia
Que a vida principia pelo avesso
E se enreda pelos traços do esboço
São as memórias que já conheço
De muitas que não me têm serventia

Mas insisto em trocar significados
No mercado que o limite esvazia
E situar a economia do impossível
Em câmbio que converta o sonho
Na fatura que resgate a poesia.


Tempo de carregamento:0,04