Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Luiz C. Lessa Alves






RODOVIAS DO BRASIL

RODOVIAS DO BRASIL
 
Quando passo por uma estrada,
Seja ela de asfalto, terra ou barro,
Vejo sempre rastros de sangue:
 
É gente pedindo,
É gente chorando...
É a violência,
É a dor,
É a fome.
 
E eu passo por essa gente,
Que me olha diferente,
Como se eu não lhe fosse igual.
 
Um olhar que me deprime,
Me revolta, me deixa triste,
Por não poder fazer nada.
 
E assim, serpenteando,
Sigo afora essas BRs feito cobra,
Que calada fere e mata.

Tempo de carregamento:0,04