Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Luiz C. Lessa Alves






O CASARÃO - MONÓLOGO

O CASARÃO - MONÓLOGO
 
Olá! Que bom que vocês chegaram!
Há muito que eu lhes espero...
Por favor, queiram entrar!
Aqui na varanda é tão deprimente! 
Cá dentro, é bem mais confortável.
 
- [...!]
É bastante grande, sim!
Esta sala eu projetei com vários ambientes,
Para agradar a todos os meus amigos,
Indiscriminadamente, que queiram me visitar!
Com áudio: rádio, televisão,
Discoteca, computador, videogame...
Biblioteca para quem gosta de ler.
 
- [...?]
É a copa; mais à frente, a cozinha! 
À esquerda fica a despensa e uma área livre.
A nossa direita tem alguns banheiros,
Mais dependências de empregados,
Com área de serviço e a lavanderia ao lado.
Amanhã lhes mostrarei o quintal:
As plantações, as criações...
Além de muitos frutos maduros,
Possui galinha, ganso, codorna, pato...
Dessa parte, a garotada vai gostar!
Também tem academia, quadra polivalente
Para quem pratica esporte
E um lago para quem gosta de pescar!
Até passarinhos vêm aqui faz seus ninhos!...
Como é saudável ouvi-los cantar!
 
- [...?]
A escada... Ah, vamos subir!
Aqui, é o salão de jogos,
Tem a mesma dimensão da sala.
Como podem ver a sinuca, totó,
Pingue-pongue e mesas para carteado.
Ali estão as sacadas... Vejamos:
Esta aqui vigia o lado da frente,
Outra mira a parte de trás,
Para que possamos ver a Lua ao surgir,
E também quando deitar!
Nas laterais ficam as suítes, banheiros e quartos,
Onde meus amigos podem repousar sossegados!
 
- [...?]
Sim. Vocês querem dizer: é muito grande
Para alguém que vive só!
Mas, a gente acaba se acostumando!
 
- [...]
Não! Não é preciso se desculparem!
É natural que todos achem
Que eu me sinta assim, vazio!
Porque só me veem neste casarão,
Sem ninguém aqui comigo!
No entanto, é esta situação
Quem me leva a imaginar
O que seria dos pobres e solitários
Se não pudéssemos sonhar?
Assim, construí este casarão  
Para a o mundo mostrar!    

Tempo de carregamento:0,01