Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







GERALDO DE CASTRO PEREIRA






ONDAS DO MAR

 
Na relva verde e macia
Ali deitado a sonhar,
Contemplo, maravilhado,
As verdes ondas do mar.
 
Elas vão e voltam sempre!
Elas vão e voltam -, vede!
E quase sempre não param,
Como um balanço de rede.
 
Algumas morrem  na praia
Outras vem em seu lugar.
Com suas espumas brancas
Se dissolvendo pelo ar.
 
E quando todas se encrespam,
Parece não terem medo,
Mas, logo se despedaçam
Ao encontro de um rochedo
           
Vem, ó brisa,levemente
Beijar as ondas do mar!
Para mim és melodia
Que não canso de escutar.
 
Vêm, ó ondas, vêm marolas,
Neste vai-e-vem sem fim,
Levem bem longe a tristeza
Que mora dentro de mim!
 
 
 

Tempo de carregamento:0,04