Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







GERALDO DE CASTRO PEREIRA






MEU PRANTO

 
Quero sorver meu pranto
Para que ninguém mais veja
Que nesta vida triste
 Eu chorei tanto.
 
Quero espremer meu coração
Para que todas as lágrimas
Se escoam pelas minhas faces
Já tão descoradas.
 
Quero só alegria,
E que meus sorrisos
Sempre encontrem
No meu rosto
Sulcos de rugas
Cavadas
Pelo tempo vivido.
 
Não quero dores,
Nem sofrimentos.
Quero apenas
Sentimentos-
Os mais positivos possíveis.
 
Quero viver todos os meus dias
Como se fossem os últimos
De minha existência.!
 
Alijar o ódio,
Alijar a inveja,
Alijar a intriga,
Alijar a ambição,
Plantando só puras idéias
E melopéias
No meu coração.
 
Enfim, afastar o pranto,
Abraçar o alegre canto
 De uma  vida
Sem ilusão.
 
 
 

Tempo de carregamento:0,04