Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







GERALDO DE CASTRO PEREIRA






CONFIANÇA NO PAI



       Um menino num avião
       Viajava tranquilinho.
       Lia seu livro de histórias,
       Sem ligar para o vizinho
 
       De vez em quando ele olhava
       A paisagem na janela,     
       /admirando uma nuvem
       Que lhe parecia bela.
  
       De repente, um solavanco
       Fez o avião balançar.
       E o menino simplesmente
       Nem se mexeu do lugar.
     
      E mais outra sacudida.
      E a criança ali segura.
      Parecia que o avião
      Estava perdendo altura.
 
      O vizinho ali do lado,
      Quase morrendo de medo,
      Interrompeu o menino
      Que estava sereno e quedo.
  
     “Por que você está calmo,
      e nem sequer diz um ai?
      O menino  respondeu :
      ‘”porque o piloto é meu pai!”.
     
Este poema foi baseado numa mensagem enviada por uma amiga, via internet.
 
    
   
 

Tempo de carregamento:0,06