Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







GERALDO DE CASTRO PEREIRA






FÁBULA:: O CASAMENTO DO SOL

                          
Esopo, vendo um ladrão
que marcara casamento,
ficou muito preocupado
com tal acontecimento.
 
A prole de um ladrão,
Conforme sua teoria,
Os maus exemplos do pai
Certamente seguiria..
 
Para fazer um protesto,
Contou a seguinte história
Que todos nós deveríamos
Guardar em nossa memória.
 
“As rãs cientes ficaram
De que o sol ia casar.
Fizeram tanto alvoroço.
Começaram a clamar.
.
E dentre as mais exaltadas
Formou-se uma comissão
Para formular a Júpiter
Justa reivindicação.
 
 Por Júpiter comovido
 A comissão foi ouvida.
Então, a líder das rãs
Teve a seguinte saída:
 
“Deus dos deuses, vou dizer
O teor do nosso intento:
Soubemos que o sol pretende
Contrair um casamento..
 
Isto é muito desastroso
Para o nosso ambiente:
Basta um sol para secar
Um lago imediatamente.
 
Agora, se o sol casar,
Muitos filhos irá ter.
Qual será nosso futuro,
Se isto acontecer?
 
-Ficaremos sem os lagos,
Morreremos de uma vez.
O solo então sofrerá
Com tremenda aridez.
 
Suplicamos, pois, a vós
Não deixai acontecer
Tão grande calamidade
para todos proteger”.
 
Como final da história,
Uma lição eu contemplo:
“Um pai que não é honesto
Aos filhos dá mau exemplo“.
.
Obs: tradução livre do latim de uma fabula de Fedro, por mim versificada.
     
         Geraldo de Castro Pereira
 

Tempo de carregamento:0,04