Luiz Alberto de Lara Júnior






O último tango


Com um tango iniciei
A minha doce servidão
Foi nas águas de meu rei
Que encontrei a vocação

Pensamentos racionais
Fizeram me ver a estrada
Que outrora nossos pais
Percorreram dilatada

Os de fora não entendem
E ficam a se assombrar
Mas para os que compreendem
Isto apenas é AMAR

Que o Papa Leão me ajude
A seguir tudo amiúde

CopyRight © Cepedê Sistemas & WebSites - Comércio eletrônico.