Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha







Leonardo A Cordeiro




Biografia

Assim, começou a minha historia neste mundo, com eu pai indo trabalhar em uma construção de uma estrada no Paraná, deixando a querência das Lages em SC para trás em busca de mais pra vida.

Os dias foram passando ate  que na metade da tarde de 19 de março de 1988 em Capanema PR, foi quando nasceu o guri como disse e dizia meu pai, em que nesta ocasião perdeu seu bigode por aposta com minha mãe.

Aos seis meses de vida veio novamente para Lages SC, para morar e foi à terra que o acolheu e apreendeu a dar valor ao seu sagrado chão, assim foi passando os anos e com muitas luas e com aprendizados de vida, lida e galpão com seu avós e também com seu pai hora pelos campos lindos das Lagens hora viajando com seu pai pelo Mercosul a afora.

Aos nove anos começa a tomar gosto pela poesia e pela escrita, já lendo alguns livros e rabiscando alguns versos, aos treze anos foi à descoberta de sua vontade de escrever por uma professora em um dos colégios em que estudou, afirmando que tinha talento e jeito para escrita, com isso, resultou na sua primeira  participação em um festival literário no próprio colégio e ganhando o primeiro lugar com um poema chamado Campeiros, que retratava seu universo da lida de todo dia e também dos ensinamentos, que teve ate ali.

Depois disso não parou mais de escrever, foi tomando gosto e também se tornando um vicio... E seguiu participando de antologias como, por exemplo, da Associação Lagena de Escritores, no Projeto Latinidade Poética, Em antologias do Jornal Do Nativismo entre outras antologias e participações em festivais literários, também publicando seus poemas e textos em jornais, e sendo membro atuante No jornal Quarto de Ronda que é de cunho nativista e regionalista, e em blogs da internet, como no Recanto Das Letras, Coplas de Campo e Alma, na pagina da internet do jornal Quarto de Ronda, Galpão da Poesia Crioula e entre outros lugares em publicou seus textos e poemas, também com alguns trabalhos musicados para festivais nativistas, e também outro livro para download publicado no site do Recanto das Letras Chamado: Olhar De Campo. tambem publicando um ultimo trabalho chamado Recuerdos, querencia e corredor na editora Protexto.  

E assim, como um potro bem domado, entrego este trabalho na lua certa, falando da minha vida e de ensinamentos que tive ao longo dela, com pessoas simples que não precisavam dizer quase nada para ministrar ensinamentos pelo santuário sagrado da varanda de uma casa ou por dentro de um galpão simples em algum campo, que andei encilhando cavalos pra sair pra lida, cuidando a vida e colhendo coplas (versos) pela seara deste mundo em temas de campo e estrada, de luas e potreadas, de amores e sonhos, pra renascer em coplas, sabendo que na vida é de eterno aprendizado, seja pelo campo ou pelos galpões ou em bancos colegiais de uma nobre faculdade, sempre é tempo de apreender mais sobre qualquer assunto, para seguir a vida.

 

Lages 07/03/13 Lua

Minguante de Verão.

Leonardo A. Cordeiro. (Gineti...)






Textos de Leonardo A Cordeiro
A bananeira e o assombro do passo



Tempo de carregamento:{elapsed_time}